Após ataque, congregação no Sri Lanka segue firme: “Ninguém parou de ir à igreja”

  • 07/04/2021

Após ataque, congregação no Sri Lanka segue firme: “Ninguém parou de ir à igreja”

Em 21 de abril de 2019, a Igreja de Sião no Sri Lank se preparava para iniciar as celebrações do Domingo de Páscoa. Os fiéis da congregação não imaginavam que sofreriam um ataque terrorista naquele dia tranquilo e bonito.

A professora da Escola Bíblica, Michelle, sentou-se com as crianças nos degraus da igreja, enquanto tomavam café e aguardavam o início do culto. Neste momento, um homem, carregando uma grande mochila e uma pequena bolsa na cintura, chegou em frente a igreja.

Michelle perguntou ao homem se ele queria entrar na igreja, mas ele disse que estava em uma ligação. “Disse-lhe que atendesse a ligação e depois se sentasse no fundo da igreja. Ele era muçulmano, mas recebemos muitos visitantes budistas, hindus e muçulmanos em nossas igrejas, nem me ocorreu que ele pudesse ter um motivo oculto... Então eu fui embora”, relatou Michelle.

Quando o terrorista detonou a bomba, Michele estava em casa, ao lado da igreja, com sua filha e amiga. A explosão foi tão violenta que o telhado de sua casa desabou, pregos e detritos voaram pelo ar e a entrada da moradia pegou fogo.

“Peguei [minha filha], sua amiga, meu telefone e minha bolsa e corremos de volta. Meu primeiro pensamento foi que precisávamos chamar o corpo de bombeiros! Consegui alguém para ligar para eles e comecei a ajudar o máximo de pessoas que pude”, contou a cristã.

O ataque matou 31 pessoas na igreja de Michele e deixou muitos feridos.

Para Michelle, “uma das coisas mais difíceis foi ver os corpos nas macas. Um casal que mora perto deu algumas de suas roupas e saris para ajudar a cobrir alguns dos corpos que estavam sendo carregados”, disse.

A Igreja de Sião foi uma das três igrejas bombardeadas naquele Domingo de Páscoa no Sri Lanka, registrando um dos piores atentados a igrejas da história durante a Páscoa.

Na época, os apoiadores da Portas Abertas na região ajudaram as pessoas afetadas através de apoio pastoral, pacotes de ajuda emergencial e auxílio aos meios de subsistência. O cuidado da Igreja global fortaleceu os cristãos a continuarem seguindo Jesus, mesmo em meio às perdas.

“Há beleza nesta escuridão. Ninguém parou de ir à igreja. Das 83 famílias afetadas pela explosão, nenhuma parou de frequentar a igreja ”.

 

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/missoes-acao-social/apos-ataque-congregacao-no-sri-lanka-segue-firme-ninguem-parou-de-ir-igreja.html

Aplicativos


Locutor no Ar

Sua Web Rádio

Programação 100% Gospel

00:01 - 23:59

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes